Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

 


                Devagar eu vou andado
                Eu cá vou devagarinho
                Eu não me quero perder
                Não vou sair do caminho

 

                Meu amor vai devagar  
                É melhor por mim esperar
                Não sei porquê tanta pressa
                Temos tempo de chegar

 

                Mudou o tempo entretanto
                Vê lá bem o meu juizo
                Rio ao ouvir o teu canto
                Choro vendo o teu riso

 

                Dá-me os teus lábios amor
                Que o mundo vai desabar
                O nosso amor em segundos
                Pode mesmo acabar

 

                Este caminho é tão curto
                Ele é mesmo pequenino
                Temos tempo de chegar
                Vamos mais devagarinho


                Antonio Assunção


tags:

publicado por ala-goulinho-poemas às 18:12
Antonio,

Mais uma vez visito seu cantinho de poesia aonde encontro muta sensibilidade e lindos sentimentos.
Parabéns.

Um abraço

Dulce
Dulce Costa a 6 de Maio de 2009 às 19:38

mais sobre mim
Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
15
17

19
21
23
25

26
28
29
30


pesquisar neste blog
 
Música para sonhar
blogs SAPO