Quarta-feira, 25 de Março de 2009

                Que povo é este que povo
                Que assim é maltratado
                Não consegue ter trabalho
                Um povo desempregado
                Que povo é este que povo
                Um povo tão desgraçado

 

                Que povo é este que povo
                Que empobresse dia a dia
                Que nem consegue ganhar
                Para o pão de cada dia
                Que povo é este que povo
                Um povo que não confia

 

                Que povo é este que povo
                Que mal consegue viver
                Os ricos já têm tanto
                O pobre não tem que comer
                Que povo é este que povo
                Já não sabe o que fazer.


                António assunção

 



publicado por ala-goulinho-poemas às 19:36
Áqui está a descrição de como está o nosso povo.
Agarramo-nos somente à esperança.
Desejo-lhe um bom fim de semana.
Sandra Rocha a 27 de Março de 2009 às 12:08

Ora aqui está um belo e actual poema. Gostei!
Um grande abraço
Rogério Martins Simões
poetaromasi a 10 de Abril de 2009 às 16:46

mais sobre mim
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
12
13

15
16
18
19
21

22
23
24
26
27
28

29
31


pesquisar neste blog
 
Música para sonhar
blogs SAPO